Acontece

Agenda

AGENDA

Tipos
Formato
    Onde

    Agenda

    Agenda

    Voltar

    Análises e estudos

    A ACELERAÇÃO DAS TENDÊNCIAS DIGITAIS NO MERCADO FINANCEIRO

    A análise econômica número 54 mostra como a transformação digital já é realidade em um dos setores mais tradicionais do país: o financeiro. A digitalização das operações financeiras foi impulsionada pela pandemia e pela chegada do PIX - que contou com 973 milhões de transações realizadas só em agosto de 2021. Além disso, o número de fintechs brasileiras cresceu sete vezes nos últimos 5 anos, saindo dos cerca de 100 negócios em 2015 para mais de 750 em meados de 2020. E as cooperativas de crédito não ficam atrás quando o assunto é inovação! Confira nesta edição o nítido crescimento do coop de crédito brasileiro e saiba como as instituições estão tentando lidar com a demanda por um setor financeiro cada vez mais atrelado às pautas ambientais. BAIXE A ANÁLISE ECONÔMICA

    DINÂMICAS EMERGENTES DO AMANHÃ

    A análise econômica de setembro apresenta como analisar tendências é um diferencial para que as organizações possam lidar com as mudanças e dinâmicas do amanhã. Novas tecnologias, mudança no comportamento dos consumidores e diferentes experiências de compras. Pensando nisso, o Sistema OCB desenvolveu, em parceria com o ISAE, o estudo Cooperativismo de olho no futuro: tendências de mercado diante de um novo mundo. O material foi elaborado de forma customizada para o cooperativismo e estruturado em três partes. Veja nesta edição os principais pontos do estudo que tratam das tendências específicas dos setores agropecuário, financeiro, saúde e transporte. Confira também como investigar o futuro pode ajudar a subsidiar decisões e a diferenciar sua cooperativa no mercado! BAIXE A ANÁLISE ECONÔMICA

    INOVAÇÃO E MENTE ABERTAS

    A análise econômica nº 52  ilustra os diferentes formatos de inovação e como muitos empreendimentos buscam novidades no mercado para manterem sua competitividade. Em 2016, o Brasil possuía apenas 82 organizações com iniciativas de inovação aberta. Já em 2020, esse número saltou para 1.635. E o cooperativismo já faz parte desse ecossistema inovador e tem muito ainda para contribuir! Confira nessa edição como estar aberto para a inovação e conexões com startups é imprescindível para que sua cooperativa se mantenha relevante e produtiva! BAIXE A ANÁLISE ECONÔMICA

    A INFLAÇÃO E SEUS EFEITOS NA ECONOMIA

    A edição número 51 da Análise Econômica  ilustra como a inflação - o aumento contínuo e generalizado dos preços - é uma das muitas consequências que países vêm enfrentando ao longo da pandemia. No Brasil, a perda do poder de compra reflete-se cada vez mais nos valores dos alimentos e serviços: o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulou alta de 8,99% nos últimos doze meses. Especialistas do mercado financeiro projetam uma inflação de 7% para o final deste ano. E o cooperativismo precisará estar atento aos reajustes para que decisões eficazes sejam tomadas. Confira nessa edição quais são as principais expectativas para o aumento dos preços em 2021 e como isso irá repercutir no dia a dia de nossas cooperativas! BAIXE ANÁLISE ECONÔMICA

    COOPERATIVISMO E CENÁRIOS ECONÔMICOS

    A análise econômica especial do mês de agosto mostra como compreender o cenário econômico, principalmente diante de adversidades, é essencial para que boas decisões junto ao mercado sejam tomadas. E foi pensando nisso que o Sistema OCB firmou uma parceria com a 4intelligence e lançou o Dashboard de Indicadores Econômicos, uma ferramenta de dados interativa e acessível, que mostra as projeções dos cenários internacional, nacional e regional, com panoramas atualizados da conjuntura do país! Confira nesta edição como andam as principais perspectivas econômicas para o Brasil e veja como as informações dessa nova ferramenta auxiliarão a sua coop nas tomadas de decisões futuras! BAIXE A ANÁLISE ECONÔMICA

    AS EXPORTAÇÕES E O COOPERATIVISMO

    A análise econômica especial do mês de julho é fruto da parceria firmada entre OCB e APEX-Brasil. Construída de forma conjunta, a edição ilustra o desempenho do comércio exterior brasileiro e traz como nossas cooperativas estão se posicionando frente ao mercado internacional. No acumulado do primeiro semestre 2021, as exportações brasileiras cresceram 35% e somaram US$ 135,9 bilhões, enquanto as importações subiram 26,5% e totalizaram US$ 99,2 bilhões. E o cooperativismo também faz parte desses números: em 2020, nossas cooperativas foram responsáveis por 100% das exportações de 74 municípios brasileiros. Confira, nessa edição, as informações mais atualizadas para estimular a inserção do modelo de negócio cooperativista nos mercados exteriores. BAIXE A ANÁLISE ECONÔMICA

    Oportunidades de mercado e negócios

    Analisar as principais tendências e oportunidades de mercado é essencial para se destacar em um mundo pós-pandemia. A palavra de ordem é intensidade. Muitas das mudanças aceleradas pela pandemia já estavam em curso e outras vieram para ficar. Uma pesquisa realizada pela consultoria McKinsey aponta que, atualmente, as instituições têm três vezes mais probabilidade de conduzir 80% das interações com consumidores por meios digitais. No Brasil, o e-commerce faturou mais de R$ 87 bilhões e se consolidou como canal de compras para 4 em cada 10 brasileiros. E o cooperativismo também será parte dessas transformações. Confira nesta edição: como ajustar o foco para as inovações e ficar atento às tendências é fundamental para o desenvolvimento de sua cooperativa!  BAIXE A ANÁLISE ECONÔMICA

    O papel da política agrícola

    Uma política agrícola eficiente é fundamental para todos os países. De acordo com a OCDE, os subsídios ao setor alcançaram US$ 720 bilhões em 2020. No Brasil, o agronegócio é destaque pela resiliência na crise. Diante da importância de medidas de apoio aos agricultores, o país fomenta o financiamento do custeio, da comercialização, da industrialização e dos investimentos agropecuários por meio do Plano Safra. Para o ciclo 2021/22, o Plano conta com R$ 251,22 bilhões em crédito rural para todas as rubricas. Confira nesta edição como esse tipo de política pública favorece o setor agropecuário no Brasil e qual o papel do cooperativismo para que programas como esses possibilitem bons resultados para nossas cooperativas! BAIXE A ANÁLISE ECONÔMICA

    COOPERATIVISMO DE OLHO NO FUTURO
    Tendências de mercado diante de um novo mundo

    O que está acontecendo no mundo? Como isso impacta a sua cooperativa? Quais as principais tendências globais que você precisa ter no radar? As respostas para essas e outras perguntas você vai encontrar no estudo Coop de olho no futuro: tendências de mercado diante de um novo mundo, desenvolvido pelo Sistema OCB em parceria com o Instituto Superior de Administração e Economia (ISAE). O material é estruturado em três partes: forças estruturantes, dinâmicas emergentes e mapeamento econômico dos ramos selecionados.  Confira o primeiro bloco cuja finalidade é trazer um levantamento completo sobre as tendências de mercado e os possíveis cenários, além de apresentar as mudanças que já estavam em curso e foram aceleradas em razão da pandemia. Isso dará ainda mais insumos para a tomada de decisões na sua cooperativa

    Baixe agora e confira!

    COOPERATIVISMO DE OLHO NO FUTURO
    DINÂMICAS EMERGENTES DO SETOR AGROPECUÁRIO

    O novo século demandará um estilo de vida baseado em um “health system”, ou seja, um ecossistema saudável que inclui questões de meio ambiente, saúde de solos, plantas, animais e pessoas. Para atender às expectativas dos consumidores, o setor agropecuário deve estabelecer uma abordagem ativista, voltada para resultados e buscar reverter o impacto ambiental causado ao planeta. Por fim, o caminho para que as soluções inteligentes e impactantes se estabeleçam será sustentado pelas inovações tecnológicas. Confira nesse material  tendências específicas do ramo agropecuário para que nossas cooperativas continuem se diferenciando frente às outras instituições.

    Baixe agora e boa leitura! 

    COOPERATIVISMO DE OLHO NO FUTURO
    DINÂMICAS EMERGENTES DO SETOR FINANCEIRO

    O setor financeiro promete ter enormes inovações nos próximos anos e é preciso estar preparado. As próximas décadas prometem flutuações econômicas e somada a isso a tecnologia se desenvolve exponencialmente. Organizações que trabalham no setor financeiro e meios de pagamento deverão estar constantemente preparadas para futuros acordos governamentais, mudanças de paradigmas, novas formas de relacionar-se com o cliente e avanços da tecnologia. Para sobreviver a esse novo mundo será preciso agir rápido e não ter receio de mudanças. Confira nesse material tendências específicas do setor financeiro para que nossas cooperativas continuem se diferenciando frente às outras instituições.

    Baixe agora e boa leitura!

    COOPERATIVISMO DE OLHO NO FUTURO
    DINÂMICAS EMERGENTES DO SETOR DE SAÚDE

    O futuro do setor de saúde será um mundo longe do sistema atual, que normalmente trata as pessoas somente depois que elas ficam doentes. O foco será em diagnosticar os fatores de risco de uma pessoa para muitos problemas crônicos de saúde, avaliando genética, estilo de vida, fatores ambientais e circunstâncias sociais. Em seguida, os provedores criarão planos de cuidado abrangentes e contarão com o apoio de gerentes de cuidados, parceiros profissionais ou marcas - capazes de fornecer apoio entre consultas médicas e conectar pessoas a serviços locais que as ajudem a viver mais felizes e saudáveis. Confira nessa material tendências específicas do setor de saúde para que nossas cooperativas continuem se diferenciando frente às outras instituições.

    Baixe agora e boa leitura!

    COOPERATIVISMO DE OLHO NO FUTURO
    DINÂMICAS EMERGENTES DO SETOR DE TRANSPORTE

    Alterando fundamentalmente a forma como as pessoas e os produtos são movidos, o setor de transporte está sendo desafiado com o surgimento de novos mercados, aumento populacional em centros urbanos, novos comportamentos das jovens gerações, sem falar das crises climáticas e de sustentabilidade. Em um cenário futuro, a mobilidade será predominantemente porta a porta e sob demanda. Os viajantes terão muitas maneiras limpas, baratas e flexíveis de se locomover. As fronteiras entre transporte privado, compartilhado e público serão cada vez mais interligadas. Conheça tendências específicas do setor de transporte para que nossas cooperativas continuem se diferenciando frente às outras instituições.

    Baixe agora e boa leitura!